domingo, 29 de junho de 2014

Reflexão do Dia




Existe um momento certo para arriscar uma mudança na vida?

Christian Barbosa

Será que existe um momento ideal para largar o certo pelo incerto? De arriscar algo diferente? Sem dúvida, você passou por isso ou conhece alguém que tenha dúvidas similares. Certamente, em algum momento da vida passaremos por questionamentos como: estou em um bom emprego, seguro, mas não estou feliz ou ganho mal, porém faço aquilo que gosto.

Ou seja, você sente um incômodo, mas não sabe o que fazer com ele. O problema é que essas dvidas consomem muito tempo de nossas vidas, e, muitas vezes, um tempo completamente inútil. E a verdade é que ninguém pode ter uma resposta para isso a não ser você mesmo.

Diante disso, sempre que tenho um impasse ou algo que esteja emperrado, eu paro para me perguntar e não para pensar! Perguntas são as respostas! Se a sugestão valer para você, seguem algumas perguntas que podem ser feitas:

1) E se eu mudar e optar por esse novo rumo? O que pode acontecer de bom? O que pode acontecer de ruim? Tem mais vantagens ou desvantagens?; 2) Alguém será prejudicado com essa minha decisão? É possível evitar ou minimizar o impacto?; 3) O que me impede de tomar essa decisão? O que preciso fazer para vencer essas barreiras?; 4) É ético? Honesto? Vou conseguir dormir de noite?; 5) Minha família vai junto comigo?; 6) Vai ajudar a realizar meus sonhos e objetivos?

Faça uma ponderação sobre as respostas, você vai reparar que o problema não é tão grande quanto parece. Geralmente, a dúvida é mais simples do que parecia, e o que impede você é o medo do desconhecido.

Quando não arriscamos, eliminamos as chances de progredir. Porém, não faça nada apressado, planeje, planeje e, quando estiver cansado, planeje novamente. Não existe planejamento que seja executado 100% do jeito que foi criado, mas sem ele tudo fica mais difícil e só aumenta o medo do desconhecido. Planejar torna o desconhecido no conhecido.

Melhor ter a certeza do erro por ter feito aquilo que acreditava ser certo do que ficar estagnado. Pergunte sempre e, quando achar que deve, arrisque. Tenha cuidado apenas para não ficar parado e conformado com tudo.

*Christian Barbosa, especialista em administração de tempo e produtividade, é CEO da Triad PS, empresa multinacional especializada em programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do tempo. - www.triadps.com.br

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Namorar é


Namorar é:

Um beijinho no portão;
Um acelerar de coração;
Tomar coca com limão;
Te procurar na multidão;
Tomar sorvete na sua casquinha;
Te esperar no final da aula;
Comer comidinha quente no mesmo prato;
Andar de bicicleta, e te carregar bem grudadinho;
Correr na chuva de verão;
Dançar coladinho;
Não torcer pelo mesmo time(que pena!);
Compartilhar a mesma música;
Um amasso no escurinho do cinema;
Amar com paixão;
Querer com tesão.
E caminhar de mãos dadas,
sempre juntinhos.

                                  Carlos Rosa

Para minha terna namoradinha Nandinha,

 companheira presente nas aventuras da vida. 
Partilhamos tudo isso juntos.
C@rlos Rosa

domingo, 8 de junho de 2014

Tarde Demais...


Tarde Demais...Quando chegaste enfim, para te ver 
Abriu-se a noite em mágico luar; 
E pra o som de teus passos conhecer 
Pôs-se o silêncio, em volta, a escutar... 

Chegaste enfim! Milagre de endoidar! 
Viu-se nessa hora o que não pode ser: 
Em plena noite, a noite iluminar; 
E as pedras do caminho florescer! 

Beijando a areia d'oiro dos desertos 
Procura-te em vão! Braços abertos, 
Pés nus, olhos a rir, a boca em flor! 

E há cem anos que eu fui nova e linda!... 
E a minha boca morta grita ainda: 
"Por que chegaste tarde, Ó meu Amor?!..." 

Florbela Espanca, in "Livro de Sóror Saudade"

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Arquivo do blog