quinta-feira, 17 de julho de 2014

POEMA DA NOITE


















Você


De repente a dor 
De esperar terminou 
E o amor vei enfim 
Eu que sempre sonhei
Mas não acreditei
Muito em mim

Vi o tempo passar
O inverno chegar outra vez
Mas dessa vez
Todo o pranto sumiu
Como encanto surgiu
Meu amor

Você é algo assim
É tudo pra mim
É como eu sonhava, baby
Você é mais do que sei
É mais que pensei
É mais que eu esperava, baby

Sou feliz agora
Não, não vá embora não
Você é algo assim
É tudo pra mim
É como eu sonhava, baby

Você é mais do que sei
É mais que pensei
É mais que eu esperava, baby

Sou feliz agora
Não, não vá embora nao

Sou feliz agora
Não, não vá embora, não

Vou morrer de saudades
Tim Maia

4 comentários:

  1. Uma ternura de poema.
    O amor vem sempre que o esperamos
    Ele lança as raízes do que alimentamos
    E a vida segue com muito amor como lema

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita amigo Luís, plenamente de acordo.

      Excluir
  2. Olá amigo, um poema muito belo e que adorei. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela gentil visita amiga Rosa

      Excluir

Meus amigos e amigas sejam sempre bem vindos, eu agradeço aos gentis e inteligentes comentários no meu humilde espaço de reflexão, expressão e comunicação. Espero o seu retorno. Um forte abraço.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Arquivo do blog