quinta-feira, 6 de maio de 2010

Cecília e o Outono




CANÇÃO DE OUTONO


Perdoa-me, folha seca,
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo,
e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores
pelas areias do chão,
se havia gente dormindo
sobre o próprio coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando áqueles
que não se levantarão...

Tu és a folha de outono
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
- a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão...

Cecília Meireles


C@urosa

21 comentários:

  1. Boa noite amigo...

    Sou uma eterna apaixonada por ela, a inesquecível Cecília Meireles.Sem sombras de dúvidas as poesias dela, encantam e nos deixam completamente "extasiados' de emoção.
    Leia essa:
    "Eu não tinha este rosto de hoje,
    assim calmo, assim triste, assim magro,
    nem estes olhos tão vazios,
    nem o lábio amargo.
    Eu não tinha estas mãos sem força,
    tão paradas e frias e mortas;
    eu não tinha este coração que nem se mostra.
    Eu não dei por esta mudança,
    tão simples, tão certa, tão fácil:
    Em que espelho ficou perdida a minha face?"
    Cecília Meireles
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo
    Maravilhoso este poema, eu adoro Cecília Meireles.
    Uma boa escolha.

    Deixo um beijinho

    ResponderExcluir
  3. De que serviu tecer flores
    pelas areias do chão,
    se havia gente dormindo
    sobre o próprio coração?

    Gosto dimais da conta da Cecília!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Olá Carlos Escolher Cecília Meireles é acertar sempre. amei.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  5. Uma poeta-mulher de sensibilidade tão rara e tão delicada.
    Adorei a tua sensibilidade na escolha Carlos.

    Grande beeejoo

    ResponderExcluir
  6. Amigo Caurosa, falarei de folhas na próxima edição do klic. Linda poesia, Cecília Meireles é uma diva da poesia. Boa escolha! Super abraço

    ResponderExcluir
  7. Poesia sobre o outono, mas que a tristeza que ela fala nunca possamos encontrar...

    Fique com Deus, menino Carlos Rosa.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  8. Querido Carlos não conhecia esse poema e fiquei encantada. Obrigada por compartilhá-lo.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  9. Lindo poema de Cecilia Meireles. Adorei, porque adoro poesia. Beijo meu

    ResponderExcluir
  10. O outono é tão sensivel como o coração que pede amor,,,é aconchegante,,,carinhoso,,,carente....abraços fraternos amigo e um belo final de semana pra ti.

    ResponderExcluir
  11. Cecília Meireles fala do outono de uma forma ímpar, escolha marabilhosa essa sua meu amigo.

    Um prazer imenso vir aqui te ler.

    Beijos com carinho no teu ♥

    ResponderExcluir
  12. Linda maneira de se falar do Outono, gostei. ; )
    Tks pela amizade e visitas!
    Bjs! Lu

    ResponderExcluir
  13. Atrevo-me ainda,
    A escrever sonhos na areia,
    Sei o mar os vai levar,
    Mas vai que um dia
    Alguém os encontre!

    Santaroza

    Feliz FDS.....Beijos poéticos!!

    ResponderExcluir
  14. Caro amigo.

    Cecília Meireles
    nos fala de uma forma simples.
    Por isso suas palavras se etrnizam em nós.
    De modo intenso...
    Deliciosamente intenso...

    Que a vida se faça plena em ti.

    ResponderExcluir
  15. cecília Meireles é eterna, o poema é lndo e a foto que vc. escolheu dela para ilustrar o post está divina, um charme com aquele chapéu.
    Bjs
    janeisa

    ResponderExcluir
  16. Meu querido amigo, parabéns pela escolha, esse poema é belíssimo e a imagem magnífica! Escolhas assim são frutos de grande sensibilidade e senso estético acentuado. Aplausos, ótimo post. Beijo grande

    ResponderExcluir
  17. Abraços fraternos pra ti amigo e um feliz dia das maes....

    ResponderExcluir
  18. Olá Carlos!
    Linda a Catedral de Colonia, bela obra a do fotógrafo! Singela e contundente (pode isso?) a poesia que vc escolheu, de Cecília Meireles.
    Grande abraço, Paz e Harmonia,
    Adh

    ResponderExcluir
  19. Beleza, meu amigo.
    Como não gostar de Cecília?

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  20. Voltei para dizer que gostei da cara nova do teu blog. Ficou lindo.

    ResponderExcluir
  21. "Também gostei de". Leio e releio minha insuperável Cecília...

    Beijocas.

    ResponderExcluir

Meus amigos e amigas sejam sempre bem vindos, eu agradeço aos gentis e inteligentes comentários no meu humilde espaço de reflexão, expressão e comunicação. Espero o seu retorno. Um forte abraço.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Arquivo do blog