segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

O POETA DO PANTANAL




Com pedaços de mim eu monto um ser atônito.
Tudo que não invento é falso.
Há muitas maneiras sérias de não dizer nada, mas só a poesia é verdadeira.
Não pode haver ausência de boca nas palavras: nenhuma fique desamparada do ser que a revelou.
É mais fácil fazer da tolice um regalo do que da sensatez.
Sempre que desejo contar alguma coisa, não faço nada; mas se não desejo contar nada, faço poesia.
Melhor jeito que achei para me conhecer foi fazendo o contrário.
A inércia é o meu ato principal.
Há histórias tão verdadeiras que às vezes parece que são inventadas.
O artista é um erro da natureza. Beethoven foi um erro perfeito.
A terapia literária consiste em desarrumar a linguagem a ponto que ela expresse nossos mais fundos desejos.
Quero a palavra que sirva na boca dos passarinhos.
Por pudor sou impuro.
Não preciso do fim para chegar.
De tudo haveria de ficar para nós um sentimento longínquo de coisa esquecida na terra — Como um lápis numa península.
Do lugar onde estou já fui embora.



Manoel de Barros








14 comentários:

  1. Muito linda a poesia de Manoel Barros! abraços,ótima semana,chica

    ResponderExcluir
  2. Cau, Manoel é da minha cabeceira. Poetaço! Brinca com as despalavras... Um presente lê-lo aqui e agora.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  3. Conheço pouco de Manoel de Barros, mas adoro a sua escrita irreverente, como se estivesse sentado numa varanda, ao sabor do vento, proseando com os amigos.

    Adoro o que ele diz.
    Adorei a escolha.

    Beijos, Carlos... E feliz dois mil e doze...

    ResponderExcluir
  4. Texto novo pra mim!
    Mas amei... rsrs
    Sempre é bom ler coisas novas!!

    Beijokas pra ti!

    ResponderExcluir
  5. Poderosa a poesia deste autor! Manoel de Barros vou guardar este nome. Você começa bem com a escolha. Abraço

    ResponderExcluir
  6. escolha perfeita..
    adorei..parabéns!

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  7. Grande homenagem a esse poeta de obras belíssimas que completou 95 anos no mês passado com grande lucidez. Tim... tim... que ele possa nos deliciar com seus versos por muitos anos ainda. Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  8. Gostei desta poesia.
    As palavras indicam o caminho.
    São a força que vem de dentro de cada pessoa e chocam constantemente com uma forma de vida desta sociedade.

    ResponderExcluir
  9. Um belo texto meu amigo...abraços de bom dia.

    ResponderExcluir
  10. Você nos presenteia com postagens maravilhosas, essa de Manoel de Barros,magnifica.
    Brigadinha, viu?
    É um prazer vir te ler.

    Beijos meu amigo.

    ResponderExcluir
  11. Nossa se eu fosse poeta, escreveria algo assim...
    Parece falar por mim. maravilhoso. Bjos achocolatados

    ResponderExcluir
  12. Olá Carlos.
    Lindo o poeta que escolheu, adoro seus textos.

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  13. Texto de extremo bom gosto, me identifiquei demais ! Adorei teu blog. Ja to seguindo!

    aBraço !

    ResponderExcluir
  14. Olá meu querido, vim te desejar um 2012 repleto de alegrias, com muita paz, saúde e grandes conquistas. Bjs gde meu lindo.

    ResponderExcluir

Meus amigos e amigas sejam sempre bem vindos, eu agradeço aos gentis e inteligentes comentários no meu humilde espaço de reflexão, expressão e comunicação. Espero o seu retorno. Um forte abraço.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Arquivo do blog