terça-feira, 20 de abril de 2010

No entardecer da terra
O sopro do longo outono
Amareleceu o chão.
Um vago vento erra,
Como um sonho mau num sono,
Na lívida solidão.


Soergue as folhas, e pousa
As folhas, e volve, e revolve,
E esvai-se inda outra vez.
Mas a folha não repousa,
E o vendo lívido volve
E expira na lividez.


Eu já não sou quem era;
O que eu sonhei, morri-o;
E até do que hoje sou
Amanhã direi, quem dera
Volver a sê-lo!...Mais frio
O vento vago voltou.

Fernando Pessoa



C@urosa

31 comentários:

  1. Lindo esse poema!!

    boa terça amigo!!


    abraço

    ResponderExcluir
  2. Belo poesia, mas queria ser o vento para fazer voar algumas folhas secas em sua ultimo baile...

    Fique com Deus, menino Carlos Rosa.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Um abela escolha...como todas que vc posta.

    Amigo, que seu dia seja SUPIMPA!!!!

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  4. Adorei o poema de Pessoa e principalmente a imagem!
    Del´cia de post!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Amo Fernando Pessoa querido Cau... sua sensibilidade fria, ternura que não é cálida mas que de certa forma conforta, conformando-se com cada linha de nossas histórias...

    muito bom! Bom feriado!!

    ResponderExcluir
  6. Fernando Pessoa fala como ninguém.
    Não é para menos que depois do outono, instala-se o inverno e depois primavera e verão... ciclos eternos do volver...
    Lindo poema! bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi meu querido C@urosa, que escolha maravilhosa essa sua, de um bom gosto incrível.

    Beijos com carinho e uma linda noite pra você meu amigo.

    ResponderExcluir
  8. Fernando Pessoa, é claro!
    Besito amigo meu!
    boa noite pra si

    ResponderExcluir
  9. Olá Carlos
    Nada a comentar, simplesmente lindo, como tudo de Fernando Pessoa.
    Abração

    ResponderExcluir
  10. Olá Carlos,
    Linda e expressiva tua postagem nas palavras do poeta universal Fernando Pessoa.
    Gosto muito desses versos que transcrevo:
    "Eu já não sou quem era;
    O que eu sonhei, morri-o;
    E até do que hoje sou
    Amanhã direi, quem dera..."

    Gente isso é muito verdadeiro, é rir pra não chorar, hehe!
    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  11. Fortíssimo poema amado.
    Eu digo q Fernando Pessoa é o leitor de nossas almas e transcreve os nossos sentimentos numa seriedade tamanha q comove.
    Sua música tá linda.
    Tudo de muito bom gosto amado.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  12. Querido amigo,

    é sempre um prazer ler e reler Fernando Pessoa. Belíssima escolha!!! Obrigada.

    Carinhoso beijo.

    ResponderExcluir
  13. Quando leio blogs, e o ter blog, sempre me fez pensar o que teria sido de Pessoa, Clarice, Drummond e outros se tivesse tido um blog. Pessoa teria criado vários blogs com a maior facilidade. rsrs

    E digo a Pessoa, através de você que achei bem forte este trecho.
    "Eu já não sou quem era;
    O que eu sonhei, morri-o;"

    abraço

    ResponderExcluir
  14. Lindo esse poema amigo.

    Amigo pegue uma flor
    a mais linda do seu jardim
    e com carinho dê a quem você ama.

    Pegue um sorriso,
    aquele sorriso franco e doe
    a um amigo que está triste.

    pegue um raio de luz e esperança,
    uma rosa branca, fale da paz...

    Fale da ternura, fale do amor,
    Fale da vida, da flor que desabrochou
    da criança que em você acabou de nascer...
    Amigo você pode mudar o mundo
    Só você.

    Mostre ao mundo que a felicidade
    existe em cada canto do universo.

    São pequenas gotas que fazem dos meus versos
    um poema chamando esperança... Vida...

    (Clicia Pavan).

    beijooo.

    ResponderExcluir
  15. Poxa, uma pena vc ser botafoguense hehehehehehehe. Brincadeirinha boba de uma flamenguista não praticante! rs. Não conhecia essa poesia. Aliás, conheço pouco sobre Fernando Pessoa. Mais um para a minha lista "do que mais preciso saber". Bjão e bom feriado.

    ResponderExcluir
  16. Oi querido...

    Eu não conhecia este belo poema de Pessoa.Bela escolha q nos faz refletir sobre nossas mudanças... A musica está divina!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  17. Belissimo poema,,,um dia ainda chego lá....rs....abraços de bom feriado pra ti.

    ResponderExcluir
  18. Ler Pessoa é sempre um prazer e que belo poema postaste.
    Obrigada querido amigo por suas palavras tão carinhosas.
    Como sempre digo...vida que segue. Hoje, é um outro dia e o ontem ficou no seu devido lugar.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  19. "Eu já não sou quem era"
    E eu já nem sei quem fui, não tenho a menor ideia do que serei um dia.
    Lindo poema, muito bom gosto em postar.
    Saudades querido, tenha dias doces.

    ResponderExcluir
  20. Pessoa é sempre será um dos poetas maiores de nossa literatura portuguesa. Amigo, já linkei o novo blog e estou te seguindo. Um grande abraço e um ótimo feriado!
    Janeisa

    ResponderExcluir
  21. Amigo Carlos, chegar aqui e, contemplar um layoute lindo assim!ler Fernando Pessoa e, ainda ter o prazer de ouvir Milton Nascimento... meu caro! precisa mais o quê?
    Bela sintonia.
    AbraçoS carinhosos.

    ResponderExcluir
  22. Belíssima escolha, oportuna e linda!
    abraço

    ResponderExcluir
  23. Olhando a foto da Catedral. EStá muito bonita.
    Ela é muito bonita.

    abraço

    ResponderExcluir
  24. querido cau!!

    obrigada pelas belas palavras que sempre me devota!!


    aaaamo fernando pessoa...meu poeta de cabeceira junto com drummond e vinícius...

    beeeijo querido^^

    ResponderExcluir
  25. MOMENTO DE AGRADECIMENTO.

    É muito gratificante cada vez que abro a página do meu espaço e encontro meus amigos por aqui.
    Cada visita, cada comentário, mesmo que seja um simples OI me dá uma satisfação grande em continuar abri-la diariamente.
    Vocês enriquecem meus dias.
    Me esforço a cada dia para somar emoções com vocês, e as vezes nem respondo à altura.
    A quase dois anos de blog, cresci muito, aprendi muito, devo isso a todos vocês meus amigos e seguidores.
    Não importa o sexo, religião, valores e sim a dedicação diária em comentarem no blog.
    Tenho um respeito enorme por vocês.
    Obrigado por vocês existirem.
    Obrigado a todos vocês amigos e seguidores que votaram no meu blog. Se ele chegou até aqui devo tudo isso a vocês.
    Obrigado por vocês caminharem junto comigo "Pelos Caminhos da Vida".
    Vamos aguardar a próxima votação.

    Ana.

    Fiquem com Deus.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  26. Pessoa para mim sempre sera o cara...serio mesmo o jeito de escrever, mostra o irreverismo no que ele demonstra...

    obrigado mesmo meu amigo pela participaçao constante, abraços

    Philip

    ResponderExcluir
  27. Fernado Pessoa é um dos poetas que mais uso em meu blog, talvez por me identificar bastante com o que ele escreve.

    BeijooO'

    ResponderExcluir
  28. Um forte abraço pra ti amigo e o desejo que tenhas um belo dia.

    ResponderExcluir

Meus amigos e amigas sejam sempre bem vindos, eu agradeço aos gentis e inteligentes comentários no meu humilde espaço de reflexão, expressão e comunicação. Espero o seu retorno. Um forte abraço.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Arquivo do blog