segunda-feira, 25 de abril de 2011

O fantasma da inflação e o messias salvador



O fantasma da inflação, esse "ente" histórico que povoa o pesadelo de todo brasileiro consciente, e, principalmente, o brasileiro classe média e pobre. Não preocupa os ricos e poderosos, no máximo, ficam incomodados em suas luxuosas moradas e se remexem na cadeira. Na verdade, quem tem que se preocupar são os pobres miseráveis que tem a necessidade de fechar um apertado e mísero orçamento no final do mês.

Como sobreviver num país com uma distribuição de renda injusta e desonesta? Com uma inflação "maquiada" por índices criados por economistas suspeitos que professam uma política econômica macabra e empobrecedora. Torna-se uma missão quase impossível, sobreviver de forma descente e honesta diante de tanta dificuldade.

Em primeiro lugar, o nosso povo precisa deixar de acreditar em "salvadores da pátria". Achar que a cada eleição vai aparecer um messias" para resolver, num passe de mágica, todos os graves problemas da sociedade brasileira. Na verdade, o que temos eleito nas últimas décadas, são falsos messias, pseudolíderes populistas que só se preocupam com a sua carreira política ou em dilapidar o patrimônio da nação.

Para que o tal fantasma não tire o nosso sossego, será preciso muita criatividade na hora de gastar o nosso mísero salário, não acreditar no conto da carochinha. Parar de acreditar que os "pais" da nação tirarão da cartola formas magicas de resolver as armadilhas criadas pelos capitalistas para levar o nosso pobre dinheiro de assalariado e proletário sofredor. Enfim, usar caminhos seguros e garantidos para fazer bom uso dos nosso maior patrimônio: A força de trabalho e a capacidade criativa, que só nós brasileiros possuímos.

Carlos Rosa

10 comentários:

  1. Ótimo texto, mas ainda acredito que a melhor solução para o nosso povo é investir por si mesmo em educação para saber fazer escolhas na hora de votar e não eleger palhaços Tiriricas analfabetos, por exemplo.
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Gastar com cuidados e só o necessário.Não entrar nos apelos da mídia...abraços,linda semana!chica

    ResponderExcluir
  3. Pois é amigo Carlos, vou usar a frase que li ao lado para usar simbolicamente para inflação:

    Quando os ricos fazem a guerra, são sempre os pobres que morrem.

    Jean-Paul Sartre

    Forte abraço

    PS: Quando os ricos vendem muito o povo em vez de poupar gasta tudo que tem e assim gera a inflação. Depois fica sem poder de compra. Quem oferece isso são os poderosos e o povo fica mais pobre.
    - Comprem, comprem...Dizia o ex. Presidente.

    ResponderExcluir
  4. A melhor forma par ao nosso povo é ser mais povo, agir como povo e exigir como povo!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Carlos, acho que devemos mudar o discurso sobre os ricos, como se ter dinheiro fosse pecado! Falar mal de rico é coisa da esquerda (rs*). A inflação não é boa para ninguém e o que precisamos, você disse muito bem "Não acreditar em salvadores da pátria" e incentivar os menos previlegiados a investir mais em educação. Fico com meus botões calculando o dinheiro que esse país gasta em cerveja e cigarros - se existisse um fundo que desviasse uma porcentagem para investir em educação - mas não, o povo não quer se sacrificar. Deixar de beber para comprar livros para o filho? Jamais! No mais, preferem votar em um político corrupto simplesmente porque ele é amigo, do amigo, do amigo e pode lhe trazer benefícios. Boa semana! Beijus,

    ResponderExcluir
  6. Esse fantasma nunca nos abandonou,,,tá sempre rodeando e assombrando...abraços de bom dia pra ti.

    ResponderExcluir
  7. Olá amigo Carlos
    Se não tomar cuidado o bicho vai pegar. é cada um fazer a sua parte, inclusive o governos, para combater esse fantasma.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  8. Parece que somos condenados a conviver com isso, né meu amigo?
    Bom voltar pra te curtir por aqui.

    BJS

    ResponderExcluir
  9. Meu caro amigo, você tem toda a razão. E cá entre nós: quando o ministro Mantega fala daquele seu jeito titubeante dá para confiar? Parece manteiga desandada, e nós é que ficamos com uma baita dor de barriga, de aflição com a inflação.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Meus amigos e amigas sejam sempre bem vindos, eu agradeço aos gentis e inteligentes comentários no meu humilde espaço de reflexão, expressão e comunicação. Espero o seu retorno. Um forte abraço.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Arquivo do blog