domingo, 19 de setembro de 2010

REVOLUÇÃO?




PROPÍCIO PARA O
MOME
NTO. . .ONDE O VOTO NÃO FUNCIONA MAIS. . .


"Na primeira hipótese, há uma causa
que obriga a multidão a avançar pela rua,
sabendo o que tem pela frente. As suas vozes
esperam que alguém as acorde com uma fórmula
que dê sentido ao seu movimento; mas
nem isso é preciso, quando olhamos o conjunto
e encontramos uma lógica que
determina cada passo.
Na segunda hipótese, a expressão do rosto
transporta uma decisão que ultrapassa o objectivo
do grupo. Poderia falar-se de uma metafísica
colectiva, e recorrer à dialéctica do Hegel para
descobrir esta violência serena que antecede
o grande combate que o filósofo descreveu como
simples antítese. A abstracção do raciocíonio
liberta-nos da realidade.
O que não vemos é o que está à sua
frente, e nunca tem rosto. A devastação
do mundo é, no fundo das coisas, a terceira
hipótese, mesmo quando uma planta ainda nasce
no terreiro vazio, depois da batalha."
Nuno Júdice

15 comentários:

  1. Caro amigo Carlos,
    Muito obrigada pela visita e belas palavras.
    Adoros suas reflexões também, sempre muito pertinentes.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. ...post muito pertinente a época
    que nos rodeia.

    falar de políticos é quase como se
    falar de NADA, não é assim?


    bj, querido!

    ResponderExcluir
  3. Temos a arma do voto,,,e não sabemos usar...abraços de boa semana pra ti.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom texto, amigo.
    Muito bom.

    Abç

    ResponderExcluir
  5. Interessante, mas acho que as duas hipoteses andam meio fugidas do nosso povo...

    Fique com Deus, menino Carlos Rosa.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Fiquei aqui, Carlos, a formular perguntas desconexas acerca do que andamos "assistindo" em termos de governabilidade. Há uma devastação, repetida incontáveis vezes, de valores, crenças, dignidade, ética, moral... E por aí vai, num infindável rosário de negação à esperança.

    A lucidez não faz acordar. A consciência turvada não sabe as escolhas que faz. A maturidade ressente a ausência da educação, essa sim, talvez a grande arma a ser empunhada. Aí seria possível nascer revolução...

    Meu abraço, Carlos!

    ResponderExcluir
  7. O texto me fez lembrar do palhaço Tiririca como candidato, cada povo tem o candidato que merece, sinto-me envergonhada de pertencer a um país onde milhões de pessoas levam a eleição como piada.
    Abraços

    ResponderExcluir
  8. Olá amigo
    "Quem sabe faz a hora, não espera acontecer". Precisamos de uma Revolução nos valores que hoje se deturparam e causam tantos danos à natureza e consequentemente a nós mesmos.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  9. Uma bellissima semana pra ti amigo,,,abraços fraternos.

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Acredito apenas na primeira hipótese para o momento propício.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  12. Uma gde mensagem para os dias de hoje...


    beijooo.

    ResponderExcluir
  13. Carlos, é verdade que nenhuma das duas hipóteses, tem parecido pretinenetes ao nosso povo e o que temos visto por aí é um show de horrores, sem a possibilidade de uma manifestação. Teremos o nosso voto como forma de combate, de rebeldia e que todos o usem da melhor maneira.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  14. Naveguemos docemente
    Sob o clarão do luar;
    suspire o vento nos juncos,
    ponha-se a água a cantar...

    Mihai Eminescu

    Feliz Semana !Beijo-te o coração! M@ria

    ResponderExcluir
  15. Perdoa-se tudo aos amantes...e aos doidos.

    Frase de...Madeleine Scudéry

    Beijos

    Leca

    ResponderExcluir

Meus amigos e amigas sejam sempre bem vindos, eu agradeço aos gentis e inteligentes comentários no meu humilde espaço de reflexão, expressão e comunicação. Espero o seu retorno. Um forte abraço.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Arquivo do blog