sábado, 6 de novembro de 2010

VIA LÁCTEA


imagesva



“Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso”! E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muita vez desperto
E abro as janelas, pálido de espanto…

E conversamos toda a noite, enquanto
A via láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora! “Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?”

E eu vos direi: “Amai para entendê-las:
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas”.

Olavo Bilacob

b34

Pensamento moderno

"O amor é quando a gente mora um no outro."

Mario Quintana



CAUROSA
imagesros


18 comentários:

  1. Meu amigo
    Um lindo poema de Olavo Bilac, gosto muito da poesia dele.
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  2. Não!
    Não perdi meu senso.
    Dele, vivo.
    Dele...sou quem sou.

    E digo mais...

    "Amai para entendê-las:
    Pois só quem ama pode ter ouvido
    Capaz de ouvir e de entender estrelas”.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Eu não diria que seja loucura, mas uma forma particular de ver o mundo...

    Fique com Deus, menino Carlos Rosa.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. "Pegar carona
    Nessa cauda de cometa
    Ver a Via Láctea
    Estrada tão bonita
    Brincar de esconde-esconde
    Numa nebulosa
    Voltar prá casa
    Nosso lindo balão azul..." (Lindo Balão Azul/ Guilherme Arantes).

    Um forte abraços.

    ResponderExcluir
  6. Eu simplesmente adoro esse poema... é belíssimo!
    =)

    ResponderExcluir
  7. Uma gde dupla de poetas: Bilac e Quintana.

    Um bom domingo pra vc amigo.

    Obrigado pela sua companhia.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  8. Nossa, lindo demais. Perfeito.
    Bom domingão querido, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Lindo! É um dos meus preferidos da obra de Bilac.
    Um bom final de semana!

    ResponderExcluir
  10. Olá amigo
    Adoro quando você posta os grandes da nossa poesia. Amei.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  11. Olá, Carlos!
    Adoro esse poema, lia todos os dias, pois tinha um livro muito antigo (as páginas estavam quase todas devoradas por traças, e amareladas). Não lembro do título ou do restante dele, apenas deste poema.
    Abçs!
    Rike.

    ResponderExcluir
  12. E só amando para escutar a lua, o sol, as plantas, o mar, e conseguir decifrar os sons do vento.

    Bela escolha.

    beijo e bom domingo.

    ResponderExcluir
  13. Bom dia,Carlos! "Pois só quem ama pode ter ouvido
    Capaz de ouvir e de entender estrelas”.
    Com certeza quem ama é capaz de coisas inimagináveis como ouvir estrelas, ver na simplicidade de cada gesto as coisas mais maravilhosas do mundo...
    Quanto a frase de Mário Quintana é linda demais,esse soube como poucos expressar-se.
    Um ótimo domingo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Meu camarada!
    Bilac a conversar com estrelas... Coisas de poeta! E que beleza a apresentação do seu espaço, com trilha sonora de 1a., tudo de bom!
    Grande abraço, ótima semana!
    Adh

    ResponderExcluir
  15. ...quando amamos ouvimos estrelas,
    conversamos com a lua, com os vagalumes,
    corujas, e tudo isso nos parece tão
    normal!

    um beijo, querido mestre!

    ResponderExcluir
  16. tinha que ser Bilac..
    Quintana também me surpreende

    bjs.Sol

    ResponderExcluir
  17. Gosto muito desse poema de Bilac.
    Grande post!

    BeijooO*

    ResponderExcluir

Meus amigos e amigas sejam sempre bem vindos, eu agradeço aos gentis e inteligentes comentários no meu humilde espaço de reflexão, expressão e comunicação. Espero o seu retorno. Um forte abraço.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Arquivo do blog